quarta-feira, 20 de abril de 2011

Análise Socrática dos Tempos Atuais

Frei Beto

Frei Beto

Encontrei Daniela, 10 anos, no elevador, às nove da manhã, e perguntei: 'Não foi à aula?' Ela respondeu: 'Não, tenho aula à tarde'. Comemorei: 'Que bom então de manhã você pode brincar e dormir até mais tarde'. 'Não', retrucou ela, 'tenho tanta coisa de manhã...' 'Que tanta coisa?', perguntei. 'Aulas de inglês, de balé, de pintura, piscina', e começou a elencar seu programa de garota robotizada.

Fiquei pensando: 'Que pena, a Daniela não disse: 'Tenho aula de meditação!'

Estamos construindo super-homens e super-mulheres, totalmente equipados, mas emocionalmente infantilizados.

Uma progressista cidade do interior de São Paulo tinha, em 1960, seis livrarias e uma academia de ginástica; hoje, tem sessenta academias de ginástica e três livrarias! Não tenho nada contra malhar o corpo, mas me preocupo com a desproporção em relação à malhação do espírito.

Acho ótimo, vamos todos morrer esbeltos: 'Como estava o defunto?'. 'Olha uma maravilha, não tinha uma celulite!' Mas como fica a questão da subjetividade? Da espiritualidade? Da ociosidade amorosa?

A palavra hoje é 'entretenimento' ; domingo, então, é o dia nacional da imbecilização coletiva. Imbecil o apresentador, imbecil quem vai lá e se apresenta no palco, imbecil quem perde a tarde diante da tela.

Como a publicidade não consegue vender felicidade, passa a ilusão de que felicidade é o resultado da soma de prazeres: 'Se tomar este refrigerante, vestir este tênis,  usar esta camisa, comprar este carro, você chega lá!' O problema é que, em geral, não se chega! Quem cede desenvolve de tal maneira o desejo, que acaba  precisando de um analista. Ou de remédios. Quem resiste, aumenta a neurose.

O grande desafio é começar a ver o quanto é bom ser livre de todo esse condicionamento globalizante, neoliberal, consumista. Assim, pode-se viver melhor. Aliás, para uma boa saúde mental três requisitos são indispensáveis: amizades, auto-estima, ausência de estresse.

Há uma lógica religiosa no consumismo pós-moderno. Na Idade Média, as cidades adquiriam status construindo uma catedral; hoje, no Brasil, constrói-se um shopping Center. É curioso: a maioria dos shoppings centers tem linhas arquitetônicas de catedrais estilizadas; neles não se pode ir de qualquer maneira, é preciso vestir roupa de missa de domingo. E ali dentro sente-se uma sensação paradisíaca: não há mendigos, crianças de rua, sujeira pelas calçadas...

Entra-se naqueles claustros ao som do gregoriano pós-moderno, aquela musiquinha de esperar dentista. Observam-se os vários nichos, todas aquelas capelas com os veneráveis objetos de consumo, acolitados por belas sacerdotisas.

Quem pode comprar à vista, sente-se no reino dos céus. Se deve passar cheque pré-datado, pagar a crédito, entrar no cheque especial, sente-se no purgatório. Mas se não pode comprar, certamente vai se sentir no inferno... Felizmente, terminam todos na eucaristia pós-moderna, irmanados na mesma mesa, com o mesmo suco e o mesmo hamburger do Mc Donald...

Costumo advertir os balconistas que me cercam à porta das lojas: 'Estou apenas fazendo um passeio socrático.' Diante de seus olhares espantados, explico: 'Sócrates, filósofo grego, também gostava de descansar a cabeça percorrendo o centro comercial de Atenas. Quando vendedores como vocês o assediavam, ele respondia:

- "Estou apenas observando quanta coisa existe de que não preciso para ser feliz !"

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Uso do Laboratório de Informática

Posted by Picasa

Uso do Laboratório de Informática

Posted by Picasa

Procedimentos para organização das atividades em espaços não formais de aprendizagem e leitura de livro/dvd

 

  • Estas atividades serão realizadas pelo PEJA I e PEJA II.
  • As atividades realizadas em espaços não formais de aprendizagem (cinema, teatro, show, exposição, visitas, entrevistas) e as relativas à leitura de livros/dvd possuem o caráter de enriquecimento do capital cultural dos alunos.
  • Essas atividades deverão complementar a carga horária curricular, considerando aquela já validada nas Atividades Curriculares de Interatividade Indireta do aluno.
  • Cada atividade terá carga horária de 20 horas paa o PEJA I e PEJA II.
  • Para que o aluno alcance a carga horária mínima curricular por trimestre, ele deverá realizar, pelo menos, uma das atividades relacionadas como de espaços não formais de aprendizagem ou de leitura de livro/dvd.
  • Essas atividades serão oportunizadas pela escola e, também, serão de iniciativa própria do aluno.
  • A atividade será validada com o preenchimento da ficha de avaliação dada pela escola.
  • Tendo o aluno ultrapassado a carga horária máxima estabelecida para o seu segmento, esta fará parte da sua avaliação processual.
  • Cada Professor ficará com duas turmas para validar e registrar a entrega da atividade no quadro do aluno.

AMOR, SEXUALIDADE E SAÚDE

 

Fórum de pesquisa para o II Trimestre.

História e Geografia

Geografia da População, Teorias Demográficas, Crescimento Demográfico, Estrutura Etária e Gênero.

Matemática

Construção de Gráficos sobre sexualidade: DST nos jovens e idosos e gravidez na adolescência.

Língua Portuguesa

Poesias relacionadas à temática.

Ciências

Saúde e qualidade de vida

Professores e turmas envolvidas.

Profa. Maria Júlia: 167 e 158

Prof. Marcos Aurélio: 156 e 164

Profa. Ana Lúcia: 154 e 1610

Prof. Américo: 1511 e 153

Carta da Secretária–Cláudia Costim

 

Caros Professores,

Ficamos todos profundamente abalados com a terrível tragédia que se abateu sobre a esocla Tasse da Silveira. Estamos todos de luto. Cada um de nós foi atingido por esse acontecimento. As marcas em nossos corações permanecerão por muito tempo, ou mesmo para sempre. É muito importante, neste momento, que toda e cada comunidade escolar se reúna, se expresse, reflita sobre o acontecido e, unida, porponha ujma forma de enfrentamento e superaççao do ocorrido. Precisamos reinventar o espaço escolar.

A comunidade escolar precisa sertir-se aparada, acolhida e poder se expressar, como forma de dar vazão a toda sua angústia e seus medos, nas mais variadas formas. Não adianta tentar mascarar a realidade, pois ela está ái, dura e doída. Cabe a nós, educadores, tentar trnasformar esse momento de luto, de dor, numa possibilidade de superação, de proposta de discussão de valores, na possibilidade de construção de uma sociedade mais solidária, mais ética, mais preocupada com o ser do que com o er e que saiba conviver de forma harmônica com todas a diversidades que o espaço escolar abarca.

Para isso, não há uma única ou melhor forma. Cada escola encontrará sua própria maneira de se reinventar. O importante é que todos se sintam colhidos e confortáveis para poderem se abrir, falar de seus medos e suas angústias e, a partir dessa discussão, a escola saia fortalecida e mais unida.

Acreditamos que o Centro de Estudos do próximo dia 13 seja o espaço privilegiado para a reflexão desse novo olhar sobre o espaço escolar. Gostaríamos que cada esocla encaminhasse a consolidação de suas discussões para sua Coordenadoria, de maneira que possamos jutnos delinear melhores ações.

Um abraço,

Cláudia Costim

Aniversário da Sala de Leitura

 

A Sala de Leitura Paulo Freire faz aniversário, junto com o CREJA – Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos, nos próximos dias 10 e 11 de maio.

10 de maio  -  turno noite

11 de maio – manhã e tarde

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Aprendendo a buscar informações na grande rede

 

P1000401

O importante é saber buscar as informações na grande rede.

Trabalho colaborativo com as TIC´s

 

P1000400

As TIC´s – Tecnologias de Informação e Comunicação possibilitam o trabalho colaborativo entre alunos.

Aprender a buscar informações na internet

 

P1000405

Uso da internet

 

P1000402

Novas habilidades e competências são necessárias para aprender a aprender. Eu sei que nada sei mas sei procurar as respostas.

Autonomia relativa do trabalho livre

 

P1000400A utilização da internet e da TIC´s – Tecnologias de Informação e Comunicação permite o trabalho colaborativo.

Trabalho livre e trabalho compulsório

 

P1000399

Nossos alunos da turma 1610 up 2 procuram aprofundar através da internet, os seus conhecimentos sobre o trabalho livre e o trabalho compulsório na história do Brasil.

Alunos do CREJA

 

P1000459

Turma que vai se formar e concluir uma etapa na longa e estimulante caminhada da escolaridade, fundamental para o mercado de trabalho e para a cidadania.

O tema das nossas aulas tem sido a Cidade do Rio de Janeiro, nada melhor do que a internet e o uso convergente das diferentes mídias para aprendermos sobre a nossa Geografia e a História da evolução urbana da nossa cidade.

Jogo da Língua Portuguesa - Teste seus conhecimentos

http://educarparacrescer.abril.com.br/100-erros/

Mapa interativo do IBGE

http://www.ibge.gov.br/paisesat/main.php

TIC´s na Educação

 

P1000455

O trabalho colaborativo está presente nas aulas e atividades onde novas habilidades e competências desafiam os nossos alunos.

TIC´s na Educação

 

P1000450

A internet e os computadores não substituem o trabalho didático-pedagógico com os livros ou outras mídias. Na prática pedagógica, as TfC´s – Tecnologias de Informação e Comunicação agregam as mídias e possibilitam ao Professor o trabalho com a “gestão de sinapses”. 

TIC´s na Educação

 

P1000444

O acesso às TIC´s - Tecnologias de Informação e Comunicação está presente nas aulas dos nossos alunos. Assistir a um dvd, ouvir uma música, acessar a internet ou digitar um texto de sua autoria são práticas que promovem novas habilidades e competências, fundamentais para o processo ensino-aprendizagem, contribuirem para a consolidação da cidadania e aumentarem a autoestima dos nossos alunos.

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Aprendendo a usar a internet

 

P1000400

O uso da internet abre novas possibilidades de aprendizagem e trabalho colaborativo para os alunos do CREJA.

Informática e internet na EJA

 

P1000412

Nossos alunos(as) aprendem a procurar informações na internet e assim descobrir novas possibilidades de aprendizagem e informação. O trabalho colaborativo contribui para aproximar os que têm pouca afinidade com as TIC´s.

Classe de alfabetização–turma 173

 

P1000423

Classe de alfabetização e TIC´s–Tecnologias de Informação e Comunicação

 

P1000418

As TIC´s – Tecnologias de Informação e Comunicação também podem contribuir para a alfabetização de jovens e adultos. No laboratório de informática nossos alunos aprendem a digitar palavras do seu cotidiano e depois fazem a leitura das mesmas.

Classe de alfabetização e Laboratório de Informática

 

P1000416

Alunos da classe de alfabetização também utilizam o laboratório de informática para aprender a ler e a escrever.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Uso da internet na Educação de Jovens e Adultos

 

P1000375

A internet possibilita o trabalho colaborativo e o interesse do aluno em “saber mais” e a aprender a pesquisar e buscar as respotas para as suas questões, dúvidas e interesses.

Uso da Internet e da informática na Educação de Jovens e Adultos

 

P1000378

O uso da internet agrega novas possibilidades de aprendizagem e desperta o interesse do aluno em “saber mais” sobre um determinado assunto.

Atividade no Laboratório de Informática

P1000374

Alunos e alunas do CREJA – Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos, turma 167, up 1, utilizam a internet para “saber mais” sobre a Revolução Industrial, o fordismo e as condições de trabalho nos primórdios da revolução industrial.

publicado por 9bassoli@gmail.com Prof. Marcos Bassolli

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Por que no Brasil não tem terremotos?

 

P1000278

Publicado por 9bassoli@gmail.com – Prof. Marcos Bassolli

Por que no Brasil não tem terremotos?

 

P1000268

Por que no Japão tem terremotos e tsunamis e no Brasil não ocorrem tais fenômenos da natureza? Qual é a estrutura interna da Terra? Quais são os prós e contras da energia nuclear? Essas e outras questões foram debatidas com os nossos alunos e professores durante evento interdisciplinar no nosso CREJA.